CONCILIAÇÃO E MEDIAÇÃO NA RECUPERAÇÃO JUDICIAL

08 de dezembro

Rodrigo Giaretton
Especialista em Direito Processual Civil pelo Instituto Romeu Felipe Bacellar. Graduando em Ciências Contábeis pela UFPR.

Ao longo dos anos, a legislação brasileira vem estimulando a adoção de métodos alternativos de resolução de conflitos em decorrência da própria ineficiência estatal para resolução célere e eficaz dos litígios ante, especialmente, a sobrecarga do Poder Judiciário. Com isso, tem se incentivado a adoção de medidas autocompositivas em detrimento da instauração das demandas judiciais. O procedimento de recuperação judicial não foi excluído dessa nova percepção.

Clique abaixo e faça o download do artigo completo: