RECUPERAÇÃO JUDICIAL, FALÊNCIAS E COVID-19: CNJ APROVA RECOMENDAÇÃO FLEXIBILIZANDO A APLICAÇÃO DA LEI 11.101/2005 PELOS MAGISTRADOS NA CONDUÇÃO DOS PROCESSOS DE RECUPERAÇÃO JUDICIAL E FALÊNCIAS.

13 de abril

Ademar Nitschke Júnior
João Paulo Godri
Rodrigo Giaretton

Ademar Nitschke Júnior
Advogado. Mestre em Direito Empresarial e Cidadania.
Professor de Direito Empresarial da PUC/PR.

João Paulo Godri
Advogado. Mestre em Direito Econômico e Desenvolvimento.
Professor de Direito Empresarial da Faculdade Inspirar/PR.

Rodrigo Giaretton
Advogado. Especialista em Direito Processual Civil.

No último 31 de março de 2020, o Conselho Nacional de Justiça (CNJ)
aprovou a recomendação sugerida pelo Grupo de Trabalho instituído pela
Portaria n. 162 de 2018 do CNJ, com o escopo de orientar magistrados que
presidem os processos de insolvência empresarial.

Clique abaixo e faça o download do artigo completo: