A OBRIGATORIEDADE DA VACINAÇÃO CONTRA A COVID-19 NAS RELAÇÕES TRABALHISTAS

26 de fevereiro

Celina Galeb Nitschke
Especialista em Direito do Trabalho e
Processual Civil

Alice Gruba Thomé Speltz
Especialista em Direito e Processo do Trabalho e Previdenciário

A pandemia causada pelo novo coronavírus (Sars-CoV-2) alterou – e permanece alterando – de forma significativa a organização das cidades e as relações sociais. Estamos agora no começo de 2021, um ano que veio acompanhado da esperança de que as coisas melhorem, tendo em vista a aprovação de vacinas – e que têm sido distribuídas – e a promessa de que elas nos protegerão dos sintomas graves que a COVID-19 desencadeia.
Ocorre que, mesmo antes da aprovação e distribuição das vacinas, pudemos ver surgir e acompanhar, no âmbito jurídico, mas também na mídia e em outros locais, muitas discussões sobre a sua obrigatoriedade.

Clique abaixo e faça o download do artigo completo: